Espectrometria de emissão óptica com plasma - ICP OES

Técnica analítica que quantifica elementos (metais, semimetais e terras raras) em diversos tipos de amostras. Baseia-se na detecção da radiação eletromagnética emitida por átomos neutros ou íons excitados nas regiões do espectro eletromagnético visível e ultravioleta.

O princípio fundamental da espectrometria de emissão atômica consiste na propriedade dos átomos emitirem radiação eletromagnética quando submetidos a determinadas condições. Neste caso, a ionização dos elementos a serem analisados será feita pelo plasma indutivo de argônio. Diferentemente da técnica de absorção atômica, o plasma, que pode ter a temperatura variando entre 7000 K e 10000 K, possui energia suficiente para promover a excitação da maioria dos elementos químicos existentes, possibilitando a quantificação de uma ampla faixa de analitos.

 

A amostra - Processo de digestão

As amostras passam pelo processo de digestão ácida (ou abertura) para remover os compostos orgânicos presentes. Esse procedimento também pode ser executado pelo usuário.

A quantidade de amostra necessária depende da concentração dos elementos cujas concentrações serão determinadas. Para quantificação de elementos acima de 1% são solicitados no mínimo 50 mg de amostra, já para elementos presentes em níveis de traços são necessários aproximadamente 500 mg, sendo essencial que as amostras estejam homogêneas.

 

Para realizar a digestão de amostras a Central Analítica dispõe dos seguintes equipamentos:

  • Chapa e bloco digestor da marca SCP Science, modelo DigiPrep. Estes sistemas proporcionam um aquecimento homogêneo e preciso. Além disso,  por serem compostos por bloco de grafite recobertos com teflon, resistem à atmosfera ácida e corrosiva, evitando contaminações.
  • Sistema de digestão por micro-ondas da marca Berghof, modelo Speedwave Four que realiza a decomposição em sistema fechado em pressões e temperaturas elevadas.  Estas condições facilitam o preparo de amostras de difícil abertura e minimizam perdas de analitos voláteis.
  • Mufla da marca Thermo ScientificTM, modelo Lindeberg/Blue M para realização do processo de fusão.

Espectrômetro Óptico de Emissão Atômica com Plasma indutivamente acoplado - Spectro, modelo Arcos com visão radial (SOP)
Bloco Zero superior
Possui sistema óptico selado e purgado com argônio, que permite a detecção e medição de comprimentos de ondas na faixa entre 130 a 770 nm, possibilitando a análise de elementos que apresentam emissão atômica em baixos comprimentos de onda.